André de Resende nasceu por volta de 1500 e faleceu em Évora no ano de 1573.

Ficou sem pai muito cedo, o que o fez sair de casa para seguir estudos. Frequentou as melhores e mais conceituadas universidades da Europa (Paris, Salamanca e Lovaina), travando conhecimento com as grandes correntes de pensamento daquela época. Viajou depois por várias cidades europeias, passando nomeadamente por Salamanca, onde encontrou Nicolau Clenardo, que por sua intervenção se tornaria preceptor do futuro cardeal D Henrique. Nestas suas viagens, Resende conheceu ainda outros ilustres representantes da cultura renascentista, como Erasmo, Conrado, Goclénio, e Rogério Réscio.

Como poeta, escreveu odes, sonetos e epístolas dignos de apreço. Foi também autor de opúsculos sobre temáticas diversas, quase todos em latim, incluindo assuntos que hoje se reconhecem como do âmbito da arqueologia, o que constitui novidade para a época. Em 1531 passa a residir em casa do embaixador português que fica perto da corte de D. Carlos V, em Bruxelas. Sendo que o seu itinerário coincide com o do embaixador, que ele acompanha por toda a parte. André de Resende escreveu algumas obras em português como:

-História da Antiguidade da cidade de Évora;

-Fala que Mestre André de Resende fez à Princesa D. Joana;

-Fala que Mestre André de Resende fez a El-Rei D. Sebastião.